Manhã como outras

Bebo um cappuccino acompanhado de croissant numa esplanada de Nice. O sol torna este Dezembro em Outubro. Não fosse a azafama das compras que anuncia o Natal. É impossível não reparar na dinâmica das pessoas. Observo. Olho para as pessoas que passam e penso quem, entre elas, votou FN. 

Existe um discurso que me deixa perplexa. “Vamos dar-lhes a oportunidade. Foram sempre os mesmos que lá estiveram e não fizeram nada por nós!” Dar uma oportunidade? Dar oportunidade a quem tem um discurso fascista! Dar oportunidade a quem procura mais dividir do que unir.

Na região PACA 46% das pessoas votaram FN. São pessoas como estas. Que hoje fazem as compras de Natal. E que infelizmente acreditam que em tempos de cólera a desunião e desconfiança são solução. Veremos se amanhã será diferente! Quero acreditar que sim!

Estou quase de férias. Com vontade de esquecer os média e viajar nos caracteres. Nestes…

  

Bom sábado!

4 responses to “Manhã como outras

  1. Bom dia PP
    Bem observado, no entanto a “Rua” não corresponde aos resultados finais!
    Com 40% de abstenção, os 47% de 60% são apenas 28 franceses simpatizantes do FN em 100. Arredondando, podemos dizer que nessa Região 3 em 10 são FN. Obviamente que é perturbador, sobretudo pela manipulação que é feita através dos símbolos que batem no coração das pessoas, nomeadamente o conceito de Nação, de Independência e da “invasão” de estrangeiros (leia-se muçulmanos).
    Os franceses deviam meditar sobre uma pequena questão, que já foi analisada milhares de vezes: como foi possível a ascensão Democrática de Hitler?
    Espero que nada altere o sossego e a tranquilidade dessa lindíssima região.
    Bon weekend 🙂

    Gostar

  2. Como refere o Jorge, no seu comentário, a chegada de Hitler ao poder explicará o que está a acontecer.
    De facto não conseguimos olhar para as causas que sustentam a subida da extrema direita ao poder. Elas são múltiplas e sistémicas. Sistemas sociais de recompensa em falência, a educação errante e relativista, a incapacidade para premiar o mérito, falhanço nos sistemas económicas retributivos abafados pela acumulação capitalista a qualquer preço que ideologicamente joga forte no discurso “do nós contra os outros”.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s