Em modo “verão outonal”

Estou em modo “verão outonal”… Aprendi este conceito desde que vivo em frente ao mar. Ir à praia não é uma urgência. Porque se pode ir sempre. Porque se pode ir apenas um bocadinho. Estar bronzeado nem é importante. Porque a pele dos que vivem junto ao mar nunca é muito branca, nem se deseja muito morena – sob pena de se envelhecer mais rapido do que o previsto. O sol é quente mas não queima. A brisa traz um fresquinho que me faz gostar de casacos de malha. Mesmo que as sandalias continuem nos pés. Os dias são mais pequenos. Mas parecem-me estranhamente mais longos. A Côte d’Azur faz-se em dois tempos: O frenético verão – que começa em Abril – e o doce outono, interrompido por janeiro – o unico mês de inverno.

Não tenho escrito. Porque nem sempre posso escrever o que me apetece, como me apetece. Porque os meus dias se têm preenchido de um sereno quase nada. O laboratorio. O laboratorio. E ainda o laboratorio. E pouco mais.

Amanhã regresso a Lisboa. à melhor parte de mim.

E era isto…

2 responses to “Em modo “verão outonal”

  1. Mesmo em frente, na outra margem deste mar, o sol aquece bem e estamos em pleno verão (25/32°). E o calor é tanto que até enviámos algum para o sul da França. 🙂

    Gostar

  2. Então quando vieres cá vais ter uma sensação ainda melhor! 😀 ehehe
    Cá estarei para te receber!
    Mar!!! ❤

    Beijinhos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s