Este governo percebeu que pode fazer todas as asneiras possiveis e imaginarias… que nada lhes acontece!

Na segunda feira ouvi o senhor Ministro da (Des)educação dizer que o erro no concurso dos professores afectava apenas 1% dos professores das escolas portuguesas. 1%! Mesmo que seja 1%.  Confiando nos dados estatisticos do P0rdata , existem em Portugal aproximadamente 150 000 professores, pelo que um erro de 1% representa um numero de 1500 professores. A forma como este assunto tem sido tratado pelos agentes politicos é, no minimo, vergonhosa.

Na terça feira vi o debate do Pros e Contras sobre o novo mapa judicial. So me ocorre dizer uma coisa: que Palhaçada!

Ontem vi o debate entre o Antonio Costa e o José Seguro. Que coisa foi aquela? Um com ar de quem ja ganhou as legislativas, sem que seja preciso fazer grande coisa para tal! O outro, com ar de queixinhas, assim a jeito de “eu passei estes três anos a sofrer – leia-se a dizer baixinho (para ninguém ouvir) vamos negociar a austeridade – e agora que é para ser primeiro-ministro tiras-me o lugarzinho”! Ha muitos anos que não ha partidos politicos que ganham. Na verdade as eleições têm sido feitas por aqueles que perdem. Como se diz em França, neste momento, “não queremos saber quem é que vai ganhar a Hollande – em principio qualquer um pode fazê-lo! Precisamos saber quem é que tem um projecto politico que recoloque a França no lugar competitivo onde historicamente sempre esteve!” Penso que a situação politica em Portugal é semelhante. Com a diferença de que Passos Coelho recolhe mais simpatias que Hollande e José Seguro muito menos que Sarcozi ou LePen. Quanto a lugares competitivos… abreviemos essa parte! Vislumbra-se o aparecimento de Antonio Costa – oxigenio para um partido que até agora tem estado sob sonoriferos. Mas ainda assim… não gosto da presunção de que o lugar esta no papo!

Hoje comecei o dia com a greve dos enfermeiros…

Honestamente, acho que este governo percebeu que pode fazer todas as asneiras possiveis e imaginarias… que nada lhes acontece!

E era isto!

4 responses to “Este governo percebeu que pode fazer todas as asneiras possiveis e imaginarias… que nada lhes acontece!

  1. Gostei do texto e das críticas acertadas. Todos sabemos que o futuro de um país começa pelo ensino. É por termos esta gente, à frente do nosso país, que continuamos a definhar e a emigrar.
    Deixei de acompanhar há muito tempo os canais portugueses e a política portuguesa, não é que não me interesse, antes pelo contrário, mas perdi a paciência de os ouvir. Em bom português, é um nojo! E na França é mais do mesmo! O sonho europeu está a desvanecer-se, recuámos ao séc. XIX e à teoria das cavernas: cada um por si e salve-se quem puder. É triste.
    As ideologias esquerda/direita não se renovaram. A esquerda portuguesa continua com um discurso da 1° guerra mundial. A direita portuguesa (PSD e CDS) abdicou dos seus princípios e entregou-se aos “mercados”. Santificaram os “mercados”.
    Claro que, na hora certa, não vão faltar promessas aos reformados, pois são 2,5 milhões de votantes.
    A palhaçada do costume. Ideias nenhumas. Desperdiçam as melhores gerações que Portugal já teve até aos dias de hoje. Gente formada, actualizada e com enorme capacidade para desenvolverem o nosso país. É de facto uma tristeza. Até tiveram a lata de incentivarem a emigração! É demais!
    Em 1990, Alvin Toffler disse em “Os novos poderes” que no futuro só vai haver 2 tipos de países, os rápidos e os lentos. Só vai haver 2 tipos de pessoas, as rápidas e as lentas! O Toffler já esteve umas 2 vezes em Portugal, mas não sei se o ouviram bem! 🙂

    Gostar

  2. Cheguei a casa, ligo a televisao, e num canal francês vejo o Hollande a discusar sobre o assassinato de um francês na Argélia, que tinha sido raptado ha 3 dias. Trabalho na Argélia ha quase 8 anos. Fiquei deveras irritado com o Sarkosy e o Hollande. O Sarkosy atacou a Libia, derrotou o Kadafi e deixou o Pais à deriva. Hoje, matam-se uns aos outros. Ao destabilizarem a Libia, destabilizaram todo o Maghreb, grupos de libios atacaram o Mali e até uma base de gas na Argélia. Agora, foi isto. Querem envolver a todo o custo a Argélia nos conflitos com os islamitas. Por isso eu digo que somos governados actualmente por uma cambada de bandidos assassinos.
    Primeiro foram os EUA que atacaram um Pais fantastico e Milenar como o Iraque. Hoje é uma desgraca pegada. Do bando dos 4, Bush, Blair, Asnar e Barroso, apenas o Blair foi obrigado a confessar a grande mentira. Claro que se desculpou dizendo ter sido enganado pelas falsas informacoes sobre o Saddam.
    Neste ultimos 3 anos os franceses destabilizaram o Maghreb.
    O povo argelino é um bom povo, eu até diria com coracao de ouro, simpatio, amavel, e generoso, muito generoso. Dividem facilmente uma baguette e por vezes pouco mais têm. Um Pais riquissimo e no entanto tanta gente pobre, e aguentam em silencio. Sendo muito crentes, acreditam que Deus é que faz o destino.
    Fiquei até. mais triste pelos argelinos, pois nao merecem ser tratados como um povo de terroristas.
    E é esta a imagem que injectam nas Tvs europeias e pelos resultados parece que funciona bem.
    Se alguém ainda se lembrar do famoso discurso de Bush em 2001, depois dos atentados, onde disse: entramos na era do terrorismo. Claro que ele sabia do que falava.
    .

    Gostar

  3. Pingback: Este governo percebeu que pode fazer todas as asneiras possiveis e imaginarias… que nada lhes acontece! | O Retiro do Sossego

  4. Pois é…. Tens toda a razão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s