Resta uma dúvida. E nisto tudo… Onde é que fica o AMOR?

Se há coisa que as mulheres fazem, é falar sobre homens. Ou melhor. As mulheres falam sobre aquilo que os-homens-gostam-numa-mulher. Corrijo. As mulheres falam sobre aquilo que elas-pensam-que-os-homens-gostam-numa-mulher. Entre uma e outra coisa a distância é mais ou menos a mesma que entre Vénus e Marte. Ontem não foi diferente. Chegámos à conclusão que, genericamente, existem três tipos de mulheres. Sim, é verdade. As mulheres falam mesmo é de mulheres! Continuando. Temos as cerebrais, as bimbi e as  que não são nem uma, nem outra coisa. As últimas podem ter a sorte de cair em graça. E quando assim é, são (apenas) fofinhas – sobretudo se forem roliças (deve ser por isso que eu passo de Paula a Paulinha após dois ou três cafés!).

A mulher cerebral gosta, acima de tudo, de evidenciar a sua carreira e cultura geral. Gosta de gadjets (o ipad, o iphone e todos os outros iiiiis). O carro é normalmente pequeno e prático, mas bonito – não tem tendência para descapotáveis – é mais Fiat 500 ou mini couper. Ah… ou smart two. Opta por roupas sóbrias – nada de decotes ou formas delineadas ou saltos altos com mini-saia. Muito menos transparências. Conjuga o lenço às bolinhas com a risca do sapato (como se alguém fosse reparar nisso).  No fim do jantar divide a conta. Não precisa de companhia para regressar a casa. Mesmo que sejam 4h da manhã!

A mulher bimbi vive num mundo muito próprio. Gosta de purpurinas e vernizes e cremes e glosses e as outras coisas que não sei o nome. Sonha com um closet para colocar todos os trapos e acessórios e sapatos (e que por agora estão amontoados no quarto alugado – ou na casa dos pais) – os 600€ de salário não dá para pagar modas e a casa! Mas ela sabe que o esforço vale o investimento. Qual curso qual quê! Bom, bom, é arranjar um homem bem sucedido – com um bom emprego (e salário correspondente). Aposta tudo no decote e no rabo – ah e as unhas – conhece, pelo menos, sete vermelhos diferentes. É uma excelente ouvinte. Como não sabe bem o que dizer, ouve atentamente. De olhos esbugalhados, pensa: “é tão inteligente – diz tantas palavras que eu nem sei bem o que querem dizer!” No fim do jantar agradece o convite com um sorriso (com os dentes branqueados  na última semana). Hora de retocar a maquilhagem – pelo que nem chega a saber quanto foi a conta. Não tem carro. Tem um princípio: é preferível não ter carro do que ter um carro velho! Sonha com o vestido de noiva e em ser mãe. E claro -com um príncipe generoso!

A mulher cerebral não percebe bem por que raio de motivo continua sozinha. Tem tudo para ser uma mulher de sonho. Mas… “demasiado independente” dizem as más línguas.

A mulher bimbi acasala facilmente. É caprichosa. Tem filhos rapidamente – o Santiago e a Maria Teresa -, inscreve-se no Piaget para fazer o curso que nunca vai terminar – fica sempre bem dizer que andou na Universidade. Tem o ipad na mala louis vuitton – prenda do marido no último aniversário. Passa grande parte do dia a ler blogues de moda, ou de bebés, e o feed do facebook. Gosta de carros grandes – Assim tipo Audi q5, com a cadeirinha do bebé – a jeito de comunicar ao mundo “Tenho filhos de um homem bem sucedido”. Também gosta do mercedes classe A – sobretudo quando conduzir não é um dos seus atributos! Gosta de cuidar da casa – ou melhor, de conversar com a empregada – a única que a trata por dra. É muito social. Adora fazeres jantares para os casais amigos. Contrariamente ao passado, agora tem sempre assunto. Começa pelas magias da bimbi e termina nos resorts fantásticos onde passaram as férias.

Pensando bem, eu até compreendo os homens. É de longe mais fácil, viver com uma mulher bimbi do que com uma cerebral. Se a um homem for pedido para atribuir uma ponderação aos componentes intelecto, casa e sexo, numa mulher, tenho por certo de que o intelecto será a componente mais sacrificada – diria até eliminada – não dá jeito nenhum ter uma mulher inteligente!

Resta uma dúvida. E nisto tudo… Onde é que fica o AMOR?

8 responses to “Resta uma dúvida. E nisto tudo… Onde é que fica o AMOR?

  1. O amor fica nos livros de onde nunca saiu. É uma doce ilusão que só provoca desilusões! !!

    Gostar

    • Obrigada Carla. Eu gostava de acreditar que não existe apenas nos romances… Mas se pensarmos bem… até os romances mudaram as suas formas de amor – pensando que “os seis lá” publicados são romances 🙂

      Gostar

  2. Apenas 3 tipos de mulher ? ahahah 🙂 aInda se fosse de homens talvez aceitasse.
    Quando um homem bem sucedido casa com uma bimbi, é perfeitamente aceitavel aos olhos da maioria da sociedade.
    Uma mulher bem sucedida e cerebral, se se casar com um bimbo, parece incompreensivel, e é no entanto cada vez mais frequente até porque a percentagem das mulheres que tiram cursos superiores é mais do dobro que a dos homens.
    Portanto, no futuro, vamos ter cada vez mais mulheres cerebrais casadas com bimbos !
    E aqui acaba… a dificuldade que hoje tem a Posinha de entender… esta questao. 🙂

    Eu acho que existem ainda outras variaveis que sao importantes na escolha dos parceiros e uma delas é a idade.
    As mulheres cerebrais têm cada vez mais dificuldades em casar devido às altas exigências que colocam na escolha do parceiro, enquanto sao jovens (até aos 30|33), depois o relogio biologico comeca a pressionar e acabam por baixar a bitola.
    Hoje em dia, qualquer homem tem consciência, de que ter uma companheira cerebral é bem melhor em todos os aspectos, quer financeiros quer de relacionamento. No entanto, o maior complexo que os homens têm, quer sejam bimbos ou nao, é ganharem menos que as suas mulheres. Julgo que isto é cultural e que se vai esbatendo e modificando..

    Finalmente acho que até existe um ditado do tipo, olha para a mae dele e perceberas o tipo de mulher que ele gosta. Existe alguma verdade, uma vez que um jovem, criou uma imagem das mulheres pela sua propria mae, e vai estabelecendo comparacoes com as mulheres que vai conhecendo. Alguns quando chegam aos 40 conseguem libertar-se de tais estereotipos, no entanto é possivel que tenham causado alguns divorcios pelo caminho.

    Quanto ao amor, a paixao nao pode durar mais do que 10 meses, pois ninguém poderia aguentar muito mais tempo nesse estado vibracional de autêntica loucura.
    No casamento, onde existe amor, os problemas comecam ao terceiro ano. A pior crise e que mais divorcios origina é a do sétimo ano. Caso se ultrapasse, o amor pode durar muitos mais anos.

    Opiniao dos homens: mais de 85% dos divorcios comecam na cama, e neste caso, enquanto as cerebrais nao acreditam ou têm duvidas, as bimbis têm a certeza absoluta !
    Poderiamos até dizer, que tudo comecou na cama e tudo acabou la. Negarmos as evidências de nada serve, tudo o resto sao casos excepcionais que confirmam a regra.
    🙂

    Gostar

    • Obrigada pelo comentário. É bem verdade que a “cama” assume uma enorme importância – mas não concordo que os casamentos acabem primeiro lá. Há casamentos que só existem pelo bom registo “cama”, mesmo que nos outros domínios tudo falhe. Naturalmente que são uma minoria e mais comuns entre casais sem filhos (a maternidade desloca a atenção da mãe – pelo menos durante os primeiros anos de vida do-mais-que-tudo). Acredito que possam existir amores para toda a vida, sobretudo se a relação começar depois dos 40 🙂

      Gostar

  3. Peço desculpa à Pousinha, pela troca imperdoavel do seu apelido. Foi a hora tardia da escrita…:)

    Gostar

  4. Espero arranjar uma mulher que tenha um bocadinho destes três “tipos” 🙂
    ahahah

    Gostar

  5. Jorge….medo…sim vi.me retratada….sempre cerebral…baixei a bitola….esqueci.me de olhar para a mãe…..;)

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s